Na sua opnião contabilidade é gasto ou investimento?
Ver Resultado

10 de outubro de 2018
e-Social: Empresas não optantes pelo Simples já podem enviar informações da 2ª fase
5 de outubro de 2018
Auditores da Receita pedem suspensão do Refis
2 de outubro de 2018
Receita Federal alerta empresas sobre exclusão do Simples Nacional
26 de setembro de 2018
eSocial arrocha fiscalização; confira prazos para informar situação do trabalhador e evite multas

As armas para combater a inflação

Apesar das medidas do Banco Central para conter a alta de preços, o dragão inflacionário mostrou as asas em 2011. Descubra o que você pode fazer para evitar prejuízos

Adriana Nicacio e Monique Oliveira

chamada.jpg 

Durante quase 30 anos, a inflação foi a vilã que travou o crescimento da economia brasileira.  Com a estabilidade conquistada nos últimos anos, o fantasma do retorno da alta desenfreada de preços não assusta mais. É prudente, porém, não deixar o dragão ganhar asas. Em 2011, o aumento do preço dos alimentos, dos combustíveis e das tarifas de água, luz e telefone vai deixar a inflação acima da meta de 4,5% estabelecida pelo governo – e isso apesar das medidas de contenção anunciadas recentemente, como o cerco ao crédito, a elevação de impostos e o aumento da taxa de juros. Nesse cenário, o consumidor precisa se precaver. Não existem fórmulas infalíveis para evitar prejuízos, mas algumas iniciativas podem ajudá-lo a proteger o seu bolso. Acompanhe nos quadros a seguir quais são os investimentos indicados em tempos inflacionários, as medidas que ajudam a combater esse mal, o histórico de problemas enfrentados no Brasil e os prognósticos para o futuro. 

img.jpg

Fonte: http://www.istoe.com.br/reportagens/132309_AS+ARMAS+PARA+COMBATER+A+INFLACAO