Na sua opnião contabilidade é gasto ou investimento?
Ver Resultado

3 de novembro de 2015
Quanto vale a sua empresa?
3 de novembro de 2015
A armadilha do fundador
3 de novembro de 2015
Empreender exige planejamento
24 de março de 2015
Pare, olhe, escute

Pare, olhe, escute

Para quem vai começar a empreender, toda atenção é necessária para evitar perda de dinheiro

Erica Ribeiro - eribeiro@brasileconomico.com.br

Investir no próprio negócio é o desejo de muitos. E ser um franqueado é uma alternativa considerada segura para começar a empreender. Mas nem tudo que reluz é ouro e é preciso ficar atento para não perder dinheiro. Marcus Rizzo, da consultoria Rizzo Frachise, afirma que o primeiro passo é fugir de negócios onde a relação “investimento alto e ticket médio baixo” — e, consequentemente, necessidade de muita geração de caixa — seja claramente identificada. “Negócios que exigem um ponto de venda com custo muito alto também devem ser evitados. Luvas de ponto de venda não significam investimento e, sim, despesa. É preciso ver bem os contratos de shoppings por exemplo. Outro cuidado importante é o de evitar operadores de franquias que têm mais de uma marca. Em geral, 34% destes franqueadores não têm sequer um ano de fundação e lançam franquias”, enumera ele, que cita as paleterias, iogurterias e esmalterias entre os negócios que já têm empreendedores em excesso e que merecem uma avaliação mais minuciosa antes da abertura de uma franquia.

Para Ana Vecchi, diretora da consultoria Vecchi Ancona, os setores de risco são todos, pelo próprio mercado e pela situação que o país atravessa. “As franqueadoras estão sentindo este receio em investir por parte dos candidatos às franquias, por conta da incerteza da economia. Na hora de investir, vale olhar a taxa de crescimento do segmento escolhido, não abrir loja em shopping ainda sem maturação e avaliar quais empresas estão mais estruturadas para enfrentar a crise.”

SOLUÇÕES & OPORTUNIDADES

40 designers fluminenses vão representar o Brasil em Milão de 13 a 19 de abril, durante o evento ■ Rio+Design, promovido pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado do Rio e o Sebrae. Nesta edição, além da mostra, pequenos empresários vão participar de rodadas de negócios, estimulando a venda internacional de peças. Dados do Mapeamento da Indústria Criativa no Brasil, feito pela Firjan, apontam que há cerca de sete mil designers no estado, com renda média acima de R$ 3,3 mil.

■ Paixão maior que lucro. Esse é o mote da 5ª edição do Start It Up, evento realizado anualmente pelos estudantes membros da ESPM Jr (empresa júnior de consultoria de marketing da ESPM Rio) e do StudioD (empresa júnior de design da ESPM Rio), que terá a participação de empreendedores, 23 a 25 de março, no auditório da ESPM Rio. Palestras e workshops estão programados durante o evento.

■ Dono da rede de franquias Astral, o empresário Beto Filho foi reeleito presidente da ABF-Rio para o biênio 2015-2017. Toma posse dia 9 de abril.

Interior no foco da Moldura Minuto

A rede Moldura Minuto, hoje com 70 unidades, planeja abrir mais 15 lojas este ano. O foco é o interior das grandes capitais e macrorregiões, de olho no crescimento do setor de casa e construção, terceiro segmento que mais se destacou no segmento de franchising no ano passado, faturando mais de
R$ 7 bilhões.

Encontro de turismo na cervejaria

Acontece hoje, na Cervejaria Bohemia, em Petrópolis, o I Encontro de Profissionais de Turismo e Hotelaria do município, com o objetivo de discutir projetos para melhorar e difundir a hotelaria local, formada por pequena e médias empresas. O encontro vai tratar de capacitação profissional, entre outros assuntos.

Expansão em meio à crise a hídrica

A rede AutoSpa Express pretende expandir seus serviços para 20 concessionárias automotivas em 2015. Em tempos de crise hídrica, a empresa aposta nos serviços de lavagem ecológica e estética automotiva, com menor uso de água na limpeza de carros.

Fonte: http://brasileconomico.ig.com.br/negocios/plano-de-negocios/2015-03-23/pare-olhe-escute.html